Terça-feira, 3 de Julho de 2007

Ecos da Assembleia Municipal

Como o PCP recusa moções, só porque são apresentadas pelo PS!

 

Esta foi uma Moção apresentada pela bancada do PS, na última Assembleia Municipal e apesar de ter incentivado os trabalhadores da Autarquia a certificar as suas competências, a CDU recusa-se a reconhecer o mérito desta medida governamental, que, de resto já vem do Governo Guterres.

 
A Aprendizagem ao longo da vida, resultante do Conselho de Lisboa, realizado em Março de 2000, ao lançar o debate às escalas europeia e nacional sobre uma estratégia global de aprendizagem ao longo da vida, aos níveis individual e institucional, em todas as esferas da vida pública e privada, evidencia o facto de a Europa e nomeadamente Portugal se encontrarem num processo de transição para uma sociedade e uma economia assentes no conhecimento e inovação.
 
Numa primeira fase e em conjunto com o reforço da oferta de Educação e Formação de Adultos e, consequentemente das oportunidades de obtenção de certificação escolar e qualificação profissional, foi dada oportunidade a todos os cidadãos, e em particular aos adultos menos escolarizados e aos activos empregados e desempregados de verem reconhecidos, validados e certificados os conhecimentos e competências que foram adquirindo ao longo da vida, no trabalho ou em outros contextos pessoais.
 
O grande objectivo desta intervenção é levar a população a aderir ao programa e induzir os empresários a apostar na formação e qualificação dos trabalhadores.
 
O Sistema Nacional de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC), consolidou a estratégia europeia para o emprego e o Plano Nacional de Emprego constituiu um estímulo e um apoio efectivos à procura de certificação e de novas oportunidades de formação, permitindo o reconhecimento, por parte dos sistemas de educação e formação, das competências adquiridas pelos adultos ao longo do seu percurso pessoal e profissional, reforçando a auto-estima e o seu reconhecimento social.
 
A nível empresarial, as qualificações adquiridas por partes dos colaboradores motivados, melhorou a sua eficiência e qualidade no trabalho prestado e ampliou o reconhecimento do empresário.
 
Após a consolidação desta 1ª etapa, é necessária a ligação ao Plano Tecnológico, lançado em 2005.
 
A Parceria desenvolvida no âmbito do Plano Tecnológico entre Governo e Empresas, tendo por objectivo facilitar o acesso a computadores portáteis e ligações em Banda Larga a preço reduzido a grupos alvo seleccionados, constitui uma medida de referência que concretiza uma abordagem moderna e inclusiva do desenvolvimento do País.
 
É uma medida que combina a ousadia da agenda da esquerda actual com os valores da justiça e da solidariedade, num quadro deveras inclusivo que tem sido a marca relevante deste executivo.
 
Estes recursos determinantes para a valorização do conhecimento e para a qualificação não podem estar sujeitos na sua acessibilidade ao funcionamento estrito das regras de mercado.
 
A falta de formação para o uso dos computadores e da Internet, a ausência de recursos económicos para garantir esse acesso, ou a desmotivação decorrente do não conhecimento das vantagens do uso das novas tecnologias, constituem falhas de mercado com graves consequências na competitividade económica e na equidade social.
 
Para esta ligação e eficiência foram projectadas as seguintes 3 metodologias:
 
  • E-escola: Computadores e comunicações para 240 mil alunos a preços reduzidos.
 
O programa e-escola, a começar em 15 de Setembro, garantirá a todos os alunos que se matriculem nos próximos três anos no 10º ano, à aquisição de computadores com acesso à internet de Banda Larga, a preços extraordinariamente acessíveis.
 
A oferta para os alunos inscritos na Acção Social Escolar consiste num pacote que inclui computador portátil sem entrada inicial e uma mensalidade de 5 € pelo acesso à Banda Larga.
 
Para os alunos cujo agregado familiar tenha baixos rendimentos a mensalidade será de 15 € sem entrada inicial.
 
Os restantes alunos terão disponível um pacote integrado com um computador portátil e acesso à Banda Larga por uma entrada inicial de 150 € e um valor mensal inferior em 5 € às ofertas de mercado dos operadores aderentes.
 
  • E-professor: Computadores e comunicações em condições especiais para 150 mil professores
 
O programa e-professor, a começar em 15 de Setembro, garantirá a todos os professores do ensino básico e secundário, o pacote com um computador portátil por uma entrada 150 € e o acesso Banda Larga por um valor inferior em 5 € mensais as ofertas de mercado dos operadores aderentes.
 
  • E-oportunidades: computadores e comunicações para 250 Mil trabalhadores em formação
 
O programa e-oportunidades, disponível a partir de 11 de Junho do corrente ano, para os trabalhadores em formação no âmbito das Novas Oportunidades garante uma oferta com numa entrada inicial de 150 € e uma mensalidade de 15 € para a aquisição do computador portátil e o acesso à Banda Larga.
 
Pelo exposto, a Assembleia Municipal de Almada, reunida em Sessão Plenária no dia 28 de Junho de 2007, delibera:
 
  1. Congratular-se com o êxito dos trabalhadores que decidiram participar no Sistema Nacional de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC).
 
  1. Saudar a parceria desenvolvida no âmbito do Plano Tecnológico entre o Governo e as Empresas, tendo como objectivo facilitar o acesso a computadores portáteis e a ligações em Banda Larga.
 
  1. Apoiar, incentivar e informar, os Professores, os Alunos do Ensino Secundário e os inscritos na Iniciativa Novas Oportunidades, na janela de Sucesso que se abre com a adesão a esta Oportunidade.
 
publicado por motssa às 16:52
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Belmiro Alexandre a 7 de Julho de 2007 às 00:56
1-O redactor e apresentador desta moção foi o Deputado Municipal Henrique Margarido que no seu currículo averbava uma moção sobre o Almada Fashion apoiada no passad pela CDU.No final da sessão mostrava-se triste porque tinha esperança de que o PCP+verde(CDU) votasse esta moção. O líder do grupo parlamentar da força maioritaria antes das votações já lhe tinha tirado qualquer veleidade.
Margarido, apesar da tua fé, não vais modificar práticas e convicções bem arreigadas e na doutrina dos que pautam a política nesta autarquia.

Nós, os que não militámos no PCP, esquecemos que as posições desta força, são bastante previsíveis, porque vêm num contínuo nunca abandonado.
2-Na sessão do dia 28Jun um deputado do Bloco de Esqª. não gostou que o deputado Ruben Raposo (PS) considerasse o Bloco de Esquerda um partido Plural, por votar uma moção sobre os Parques de Estacionamento de modo diferente da Assembleia de Freguesia de Cacilhas. No dia seguinte, o Sr. Deputado do BE estava a constatar o óbvio. que o PS é um partido plural. O PS limitou-se a ouvir (pela minha parte ainda esperei que pudesse vir a confirmação). É que devemos honrar-nos disso.
3-A bancada da maioria não compreende o pedido de intervalo que é feito antes das votações na AM e que se destina a discutir e esclarecer algumas dúvidas sobre a posição a assumir pelo bancada do PS nas votações. Alguns riem-se, em ar de gozo, quando o intervalo é pedido e complacentemente aceite pela mesa. O grupo parlamentar do PS não tem que se envergonhar desta prática que envolve todo o grupo parlamentar. Todos são seres pensantes e têm um mandato que saberão como melhor o exercer, sem superioridades morais.
O P.S. já teve lideranças que à semelhança do PCP eram mais assentes nos três primeiros deputados escolhidos pelo grupo. Mas a prática introduzida por sistema por parte da actual liderança da bancada corresponde a um modelo mais democrático, no meu ponto de vista. Por isso ela dignifica os actuais representantes dos votantes no PS na Assembleia Municipal (26% dos eleitores) contra os 39% da CDU.
4- Para terminar: publicou o Deputado Alberto Antunes, e vereador sem pelouro na Câmara Municipal de Almada em www.setubal.ps.pt (site da Federação)um artigo de opinião, a propósito da inauguração do troço do MST e que convem lermos e retermos.
Gostaria de o ver publicado neste Blog ou aqui comentado
Este Blog acaba de ultrapassar os 1000 visitantes. Celebremos este número e que todos os que querem ter um papel activo na vida do PS em Almada e nas suas autarquias encontrem tempo e vontade de deixar aqui os seus pontos de vista. Vale. Para sermos alternativa em Almada temos de saber quem são os quadros com que contamos para dizermos aos eleitores que temos fundadas esperanças no seu bom desempenho. Não basta ganhar a votação interna se não grangearmos o respeito e reconhecimento de militantes e eleitores.
De Do contraditório a 7 de Julho de 2007 às 12:03
Gostaria de esclarecer que a razão verdadeira da interrupção feita em todas as reuniões da AM não resulta exclusivamente do exercício da democracia interna, mas sim porque os deputados municipais do PS faltam às reuniões de preparação das mesmas. E isso é que é de lamentar.
Outros grupos foram mais disciplinados e por isso não havia necessidade de fazer a dita reunião, no decurso da sessão da AM.
A bem da verdade.
De Abraço a 10 de Julho de 2007 às 01:34
Na Festa da Amizade vamos falar destes assuntos para que a participação nas sessões preparatórias tenham a comparência de todos os eleitos. Por mim gostaria de ver os militantes convidados para participarem destas preparações, embora sem direito a usarem da palavra para não alongar excessivamente os debates. Assim ficariam a conhecer um pouco melhor os eleitos e estariam a preparar-se para fazerem boas escolhas.
Será melhor fazermos as escolhas a partir do conhecimento que temos do desempenho que os eleitos tenham do que através dos almoços para que somos convidados.
Para bom entendedor meia palavra basta e ao que parece a 8 meses de eleições para as estruturas partidárias as movimentações discretas já andam no terreno. Vamos às sessões da Câmara, às preparações para que formos convidados e às Assembleias Municipaise e Assembleias de Freguesia para que os mais aptos se perfilem para o desempenho de responsabilidades no Concelho de Almada. Vamos a isso quanto antes que se faz tarde. O eleitorado só votará em nós se formos credíveis e interessados. Quem falta sistematicamente melhor seria que suspendesse o mandato para que outros tenham oportunidade de mostrar o seu valor.
A Câmara de Almada não deu aos vereadores 11 assessores como o Vereador Sá Fernandes tinha em Lisboa, mas temos um funcionário. Quando outro partido ganhar a Câmara de Almada deve honrar esta forma parcimoniosa de gastos com a oposição, para não ser acusado de gastador. Deve ser mantido tudo quanto estiver bem feito. Será que ainda assistiremos a esta transição?
Sem trabalho e dedicação de um grupo alargado assistiremos a ver o tempo passar, saltitando de líder em líder, sonhando com o governo da cidade ...
Quem ambiciona governar a freguesia ou Almada terá de provar que é o melhor, sem prejuízo dos príncipios de respeito que deve regular as relações com todos os concidadãos.
Fica aqui o desafio feito aos líderes dos grupos parlamentares e ao Coordenador da Concelhia, Ruben Raposo:VÃO CONVIDAR OS MILITANTES A PARTICIPAREM DAS PREPARAÇÕES DAS SESSÕES AUTÁRQUICAS A QUE SÃO CHAMADOS? O convite pode ser feito no discurso da referida Festa da Amizade e noutras oportunidades, sem excluir os meios electrónicos.
De socialista a 10 de Julho de 2007 às 11:19
Boa ideia, camarada...
Mas tenho muitas dúvidas que os instalados no partido estejam de acordo com essa proposta.
Andam por aí a conspirar, a falar das tropas que controlam, a escolher os mansos de espírito, que aceitam todas as ideias dos iluminados ou dos que falam mais alto e no dia da elaboração das listas têm tudo controlado e aí vai uma lista de conveniência e não uma lista competente, aguerrida para lutar com a CDu...
O que se vê na Assembleia Municipal é muito pouco... e na Câmara nem se sabe quem vai, quem falta, que intervençoes fazem... nada!
Das Assembleias de Freguesia, cada grupelho faz a sua perninha, sem qualquer impacto na população...
Enfim, assim não vamos lá.
De Hermínio a 19 de Setembro de 2007 às 23:20
A Festa da Amizade teve pouca participação e não foi abordada a proposta de convidar os militantes para a preparação das Assembleias.
De serrado a 19 de Setembro de 2007 às 17:37
Exmos Senhores

Sou eleitor do partido Socialista na freguesia do Monte de Caparica e conheço a maioria dos eleitos do nosso partido no Monte e por estas razões vou optar pelo anonimato porque nada me move contra estas pessoas, que darão o seu melhor pelo nosso partido e pela nossa terra.

Mas o que se passa nesta freguesia é uma vergonha.

Na última assembleia de freguesia a que me desloquei, assisti a elogios, por parte dos eleitos socialistas, à acção desastrosa que os comunistas levam à prática no Monte de Caparica, parecendo que os eleitos socialistas são coniventes com toda a acção desastrosa que tem vindo a transformar o Monte de Caparica num deserto de investimento por parte da Câmara Municipal de Almada, com a cumplicidade da Junta de Freguesia do Monte de Caparica.

Mas ainda mais grave são as situações que se vêem e se ouvem nas ruas, nos cafés, no mercado ou no cemitério.

São as ruas cada vez mais sujas, são as pessoas cada vez pior servidas, sejam elas utilizadores do cemitério ou do mercado, sejam elas vendedores ou consumidores.

Para além disto o que se ouve, meus senhores, é uma vergonha para o Partido Socialista, quando se ouve elogiar a acção comunista nesta terra. São as cunhas, os empregos para filhos e afilhados e amigos e todos eles com algo em comum, são todos camaradas do PC.

Correram com a pessoa mais competente que a Junta de freguesia tinha, para promoverem a mulher de um camarada, promoveram outro camarada para chefe das obras, que trata sempre da mesma forma malcriada os professores das escolas, os vendedores do mercado ou qualquer pessoa que se lhe dirige para apresentar uma reclamação.

E é esta a acção comunista que é elogiada pelos eleitos do partido Socialista.

Falem com a população, falem com os vendedores do mercado, falem com aqueles que utilizam o cemitério, falem com os funcionários, falem com a população do Serrado e com os socialistas que vivem lá.

Ouçam as pessoas.

Como morador do Serrado e votante socialista, acho estranho que a nossa oposição seja uma sombra do que pode ser, vendo o descontentamento que se verifica na população.

Aquilo que se ouve e se vê. As cunhas e os compadrio existentes. São demasiado graves para que o partido Socialista seja cúmplice.

Até que os eleitos socialistas sejam oposição a sério, que investiguem e denunciem as situações, não nos peçam o nosso voto.

Ao Partido Socialista cabe apresentar uma alternativa honesta e pelo Monte de Caparica à gestão do PC e então sim terão novamente o meu voto.
De Hermínio a 19 de Setembro de 2007 às 23:15
Caro camarada Serrado:

O blog parece que foi criado para os membros dos diversos órgãos e também da Assembleia de Freguesia do Monte da Caparica comunicarem com o seu eleitorado.
CERTAMENTE HAVERÁ ALGUM MEMBRO DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DO MONTE DE CAPARICA QUE LHE RESPONDA porque se presume que consultam o blog do PS, mas a sua crítica talvez possa ser estendida com pequenas adaptações a outras freguesias.
O SILÊNCIO NÃO PODE SER a resposta.
De Serrado a 25 de Setembro de 2007 às 15:16
Exmos Senhores
Como é que poderei contactar por mail os responsaveis pelo Monte de Caparica. Se puderem ajudar-me muito agradeço.

Comentar post

Pesquisar no blog

 

Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

ADEUS!

DEBATE DE 06.10.2009

NOVO DEBATE

CAMPANHA AUTÁRQUICA

Programa Eleitoral

...

...

COMO FOI O DEBATE?

DEBATE ENTRE TODOS OS CAN...

DEBATE ENTRE TODOS OS CAN...

Arquivo

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Links

Contador

Visitantes