Sábado, 30 de Junho de 2007

Os militantes usam da palavra no período aberto ao público da Assembleia Municipal

Senhor Presidente da Assembleia Municipal,
Senhora Presidente da Câmara,
Eleitos autárquicos,
Caros Concidadãos:
 
Tenho uma preocupação que gostaria de partilhar convosco:
no livro “Uma verdade Inconveniente” de Al Gore, na sua 2ª edição em língua Portuguesa, página 196 e seguintes apresentam-se mapas para um cenário de aumento do nível das águas do mar, de 5 metros e meio a 6 metros.
Mostra vistas reais da Florida, da Baía de S. Francisco, da Holanda e imagens virtuais com o aumento do nível das águas; mostra ainda imagens de Pequim, onde 20 milhões de pessoas teriam de ser deslocadas; de Xangai onde teriam de ser deslocadas 40 milhões; de Calcutá e Bangladesh onde teriam de ser deslocadas 60 milhões.
Apresenta ainda uma fotografia de Nova York, feita a partir do espaço e do correspondente cenário para o aumento do nível das águas dos Oceanos.
Faltou a esta edição acrescentar o cenário para Portugal, mas podemos imaginá-lo, tomando aqueles padrões. E o que resulta é deveras preocupante!
 
Almada, pelo facto de estar à beira-mar e numa zona sísmica, exige aos decisores, redobrada prudência face aos pedidos de autorização de construção de edifícios ribeirinhos.
Solicito que, ouvida a opinião de peritos, seja definido que abaixo de uma determinada altitude não seja permitido construir, junto do arco ribeirinho de Almada porque é notório que a cada ano que passa o mar galga mais a terra.
E como ninguém pára o mar, construir abaixo dos 5 metros de altitude é seguramente insensato, na minha modesta opinião.
No entanto, creio que em Almada, continuam a ser licenciadas novas construções, nomeadamente na Costa de Caparica, quando o que deveríamos fazer, é parar mesmo, com as já autorizadas mas incompletamente executadas e que se conclua que possam estar em perigo nos próximos 50 anos.
Continuando a autorizar a construção a baixas cotas e a seguir a exigir mais diques para suster a marcha da natureza, não me parece ser sensato, principalmente, se atirarmos os custos para os outros.
Dominar o Oceano e as forças da natureza é um desígnio que sempre atribuímos aos deuses. Mandará o sentido de responsabilidade que não continuemos a agravar problemas para depois exigirmos solidariedade na sua resolução a um orçamento com inúmeras solicitações e prioridades diferentes, segundo a análise de cada um.
Disse …
Almada, 28 de Junho de 2007
 
Belmiro Rodrigues Alexandre, eleitor C-2587
Rua Trindade Coelho nº 6, 2º Esqº.
2800-297 Almada
publicado por motssa às 15:25
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 26 de Junho de 2007

NOTÍCIAS PS - VITÓRIA DOS SOCIALISTAS E DOS ALMADENSES

  1. A Comissão Politica Concelhia de Almada lançou uma campanha de recolha de assinaturas nas freguesias de Cacilhas, do Laranjeiro e de Almada, visando fazer respeitar os direitos dos moradores e dos comerciantes.
A Comissão Politica Concelhia de Almada trabalhou sempre em cooperação com o respectivo Secretariado.
  1. A Comissão Politica lançou um abaixo-assinado exigindo ao Executivo Camarário mais e melhor estacionamento!
Estas acções de rua decorreram nos sábados 28 de Abril, 5 de Maio, 19 de Maio, 2 de Junho e 9 de Junho das 10.00 h ás 13.00 h.
  1. O abaixo-assinado foi subscrito por largas centenas de Almadenses.
  2. Estas assinaturas exigiam uma resposta política.
Solicitámos uma reunião com a Presidente da Câmara Municipal de Almada, para entregar as assinaturas, bem como o texto do abaixo-assinado “MAIS E MELHOR ESTACIONAMENTO”!
Fomos recebidos no dia 1 de Junho.
  1. Solicitamos uma audiência ao Senhor Provedor de Justiça.
Nessa reunião vamos apresentar queixa do Executivo Camarário pela má gestão do estacionamento, desrespeitando os direitos dos moradores e dos comerciantes.
         A audiência pedida já tem data marcada.
  1. O Executivo Camarário cedeu à pressão de rua dos abaixo-assinados.
Ontem mesmo (20 de Junho) fez aprovar na Câmara Municipal de Almada a construção de 8 Parques de estacionamento (v.g. “ Acordo para a concretização de Parques de Estacionamento”).
  1. Já tinha cedido no dia 7 de Junho à nossa exigência da Câmara Municipal de ter de alugar algumas centenas de lugares de estacionamento à Bragaparques nos Parques de Estacionamento da Praça da Liberdade e do Largo Gabriel Pedro.
No abaixo-assinado os Almadenses exigiam que nesses lugares de estacionamento devem ser reservados espaços para residentes e para comerciantes. (v.g. 1 e 2 do “ Estacionamento Alternativo Eixo Central da Cidade e clausulas primeira e segunda do Protocolo de Gestão de Gestão – estacionamento alternativo eixo central).
  1. Em conclusão, derrota em toda a linha do Executivo Camarário.
Vitória e parabéns aos Socialistas e aos Cidadãos de Almada que subscreveram os Abaixo-assinados!
  1. Não é impossível derrotar os comunistas, com acções de rua!
  2. O Metro Sul do Tejo veio para servir os Munícipes!
Não veio para complicar a vida aos Almadenses!
Gerir Almada é gerir com os Almadenses e não contra eles!
publicado por motssa às 16:24
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 23 de Junho de 2007

Novas Regras para estacionar em Almada

Vai a aprovação na próxima Assembleia Municipal (dias 28 e 29 de Junho), o novo regulamento do estacionamento entre a Av. 25 de Abril e a Praça de S. João Baptista, na Praça de S. João Baptista, Av. D. Nuno Alvares Pereira e Av. Bento Gonçalves e ainda Centro-Sul e Av. 23 de Julho.

Pensamos que é do interesse de todos conhecer estas propostas para poderermos reflecti-las em conjunto.

Se quiserem fazer sugestões ou chamadas de atenção, sugerimos os mail:  cpcalmadaps@portugalmail.pt ou osalexandre@sapo.pt

publicado por motssa às 12:22
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Junho de 2007

Datas das Assembleias de Freguesia e Municipal

As Assembleias de Freguesia vão começar a acontecer a partir de amanhã e vão desenrolar-se até ao primeiro dia da Assembleia Municipal.

Amanhã, dia 21, será a da Sobreda.

No dia 22 serão as do Feijó e do Pragal.

No dia 25 acontecerá a da Trafaria.

No dia 26, será a vez de Almada, Laranjeiro e Charneca.

No dia 27 teremos Assembleias em Cacilhas, Cova da Piedade e Caparica.

A Costa da Caparica terá a sua Assembleia de Freguesia, no mesmo dia em que se realiza a Assembleia Municipal, a 28.

publicado por motssa às 22:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 17 de Junho de 2007

Avisos

Alguns Camaradas costumam perguntar pelas datas de realização da Assembleia Municipal.

Passaremos a avisar através deste blog, as datas e os locais de realização dessas reuniões.

As próximas serão nos dias 28 e 29 de Junho, pelas 21.15 e realizar-se-ão na Sociedade Recreativa União Pragalense, Rua Direita, Pragal.

Se entenderem que devem apresentar algumas questões no "período aberto ao público", lembramos que devem estar presentes um pouco antes do início da reunião e devem inscrever-se quando a funcionária da Assembleia vai perguntar se desejam usar da palavra.

 

publicado por motssa às 20:53
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Junho de 2007

UNIVERSIDADE DE VERÃO DO PS

UNIVERSIDADE DE VERÃO
 
 
PROGRAMA
 
 
Data: 15, 16 e 17 de Junho de 2007
Local: Auditório da Universidade Moderna – Setúbal
 
 
15 de Junho__________________
 
21h00 – Recepção dos Participantes
21h15 – Sessão de Abertura
 Vítor Ramalho, Presidente da Federação
 
21h30
O SOCIALISMO E O FUTURO
 Dr. Mário Soares
22h30 – Debate
 Moderador: João Barata, Presidente da JS do Distrito de Setúbal
 
16 de Junho__________________
 
09h45 – Recepção dos Participantes
 
10h00
EDUCAÇÃO, QUALIFICAÇÃO, SAÚDE E EMPREGO
Alexandre Rosa, sociólogo (Vice Presidente do IEFP)
Paulo Pedroso, sociólogo(docente do ISCTE)
Carlos Ribeiro, médico(ex-Bastonário da Ordem dos Médicos)
Pedro Marques, economista (Secretário de Estado da Segurança Social)
Maria de Lurdes Rodrigues, docente universitária (Ministra da Educação)
Coordenadora do Painel: Teresa Almeida, arquitecta( Governadora Civil de Setúbal )
 
12h00 – Pausa
 
12h15 – Debate
 
13h00 – Almoço
 
14h30 –
QUE PERSPECTIVAS PARA A DEMOCRACIA?
             Viriato Soromenho Marques, doutorado em filosofia (docente universitário)
 
 
 
 
15h10
DESENVOLVIMENTO LOCAL / DESENVOLVIMENTO REGIONAL: OS NOVOS DESAFIOS
              Catarina Marcelino, antropóloga (Presidente do Dptº Fed de Setúbal das Mulheres Socialistas)
  Juvenal Silvestre, autarca (Presidente da Junta de Freguesia de Coina/Barreiro)
             Maria Leal Monteiro, geógrafa ( Presidente da CCDRAlentejo )
                 António Fonseca Ferreira, engenheiro (Presidente da CCDRLisboa e Vale Tejo)
              Rui Marques, médico (Alto Comissário para a Imigração e Minorias Étnicas)
             Eduardo Cabrita, jurista (Secretário de Estado Adjunto e da Administração Local)
Coordenadora do Painel: Dra. Eurídice Pereira, socióloga ( Vice Presidente da CCDRLVT )
17h00 – Debate
 
17h45 – Pausa
 
18h00
ACESSIBILIDADES E MOBILIDADE: SUSTENTABILIDADE PARA O FUTURO 
 António Sérgio Pessoa, engenheiro (especialista em planeamento e ordenamento do território)
   Lídia Sequeira, gestora(Presidente do Conselho de Administração do Porto de Sines)
 Carlos Lopes, engenheiro(Presidente do Conselho de Administração do Porto de Setúbal e Sesimbra)
Guilhermino Rodrigues, engenheiro (Presidente do Conselho de Administração da ANA)
 
             Ana Paula Vitorino, engenheira(Secretária de Estado dos Transportes)
Coordenador do Painel:Luís Gonelha, engenheiro
 
19h15 – Debate
 
 
 
17 de Junho__________________
 
10h00 – Recepção dos Participantes
 
10h30
O DISTRITO DE SETÚBAL E AS POTENCIALIDADES ECONÓMICAS NUM MUNDO GLOBAL
             Ernâni Lopes, economista (docente universitário)
 
11h30 – Debate
                       
12h15 – Pausa
 
12h30
            ENCERRAMENTO DA UNIVERSIDADE DE VERÃO – 2007
             José Vieira da Silva, dirigente nacional do PS (Ministro do Trabalho e da Solidariedade Social )
 
publicado por motssa às 10:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Junho de 2007

Na última Assembleia Municipal...

Esta foi a posição do grupo do PS na Assembleia Municipal sobre uma reprogramação para o Programa Polis da Costa de Caparica.
 Conforme se diz na Proposta há um protocolo aprovado em Assembleia Geral pelo Accionista Estado na medida em que o Accionista Município não estava mandatado para poder tomar esta decisão, e daqui resulta que o Plano de Actividades para 2007 tem que ser alterado e obviamente, isto corresponde a um acréscimo de três milhões e cem mil euros relativamente à Reprogramação então aprovada. Portanto, a proposta vai no sentido de que seja dada esta autorização, a este acréscimo e de modo a que na próxima Assembleia Geral seja possível ao representante do Accionista do Município votar o Plano de Actividades da Costa Polis para 2007.
Palavras do Deputado Municipal António Mendonça Mendes em nome da bancada do PS:
                 “Sr. Presidente, Srs. Deputados Municipais;
                 A proposta que nos é apresentada é uma proposta que naturalmente merecerá o voto favorável do Partido Socialista. E merece o voto favorável do Partido Socialista e além disso uma menção ao que está aqui em apreciação. E isto mostra que o Programa Polis que foi um programa que esteve pensado há muito e que foi parado nos últimos anos, levou agora um novo impulso com o Governo e com os Municípios finalmente a fazerem uma reprogramação de toda a actividade.--------------------------------------------------------------------------
                 Como disse e bem a Deputada Municipal da CDU que me antecedeu, uma das intervenções essenciais para viabilizar o Polis é naturalmente o reforço das defesas da Praia, e por isso eu penso que esta deliberação que nós hoje vamos aprovar também demonstra uma outra forma de estar por parte dos responsáveis da Administração Central. Que estabelecem uma nova intervenção no quadro do Polis, na Reprogramação, mas que dotam a Sociedade com os meios financeiros adequados. Ou seja, não é um simples protocolo a dizer: faça-se lá mais uma intervenção no âmbito do Polis, é uma intervenção em que se diz faz-se esta intervenção e sabe-se exactamente quem a paga. E por isso nós subscrevemos por inteiro esta recomendação nesta Carta Mandadeira que aqui está e esta explicitação de que naturalmente esta Reprogramação tem como base a aplicação deste dinheiro nesta obra em concreto porque esta obra é fundamental para viabilizar o Polis e portanto foi só para assinalar o espírito de cooperação que há neste momento entre a Administração Central e a Administração Local e assim é que estamos bem porque o Polis finalmente se possa concretizar.
publicado por motssa às 17:00
link do post | comentar | favorito
|

Pesquisar no blog

 

Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

ADEUS!

DEBATE DE 06.10.2009

NOVO DEBATE

CAMPANHA AUTÁRQUICA

Programa Eleitoral

...

...

COMO FOI O DEBATE?

DEBATE ENTRE TODOS OS CAN...

DEBATE ENTRE TODOS OS CAN...

Arquivo

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Links

Contador

Visitantes