Domingo, 16 de Agosto de 2009

Terminal de contentores na Trafaria? Não, obrigado.

Terminal de contentores na Trafaria? Não, obrigado.

 
A recuperação da ideia de instalar na Trafaria um terminal de contentores é mais uma demonstração de que no melhor pano cai a nódoa. As afirmações do ainda Presidente da CCDRLVT e a reserva mantida no PROT enfermam de uma visão que em Almada não partilhamos de todo, segundo a qual a margem sul é uma mera área de reserva das necessidades de expansão da margem norte, dependente delas e sem autonomia estratégica e projecto próprio de afirmação.
O PS em Almada há muito tempo que se pronunciou contra qualquer aumento da capacidade portuária na margem sul e, seguramente, mesmo que ele se revelasse necessário, não seria na Trafaria que poderia ocorrer. A valorização estratégica da frente de estuário para Almada é completamente oposta desse uso e é vital para a Almada do futuro que esta visão se imponha, derrotando os que ainda têm a visão do século passado.
Nos últimos anos, o governo do PS deu, aliás, passos importantes na direcção do que pensamos. Recorde-se que este governo revogou definitivamente a reserva de espaço ferroviário para acesso à Trafaria, pelo que já não é, felizmente, concretizável sequer a ideia de fazer tal ligação ferroviária da Trafaria a qualquer plataforma logística.
Poderiam já ter sido dados mais passos para libertar a Trafaria do risco de ser atacada pelos defensores da visão passadista que a limitaria gravemente. A gestão camarária da CDU podia ter iniciado, tal como o fizeram, por exemplo, as câmaras de Lisboa, Porto, Gaia e Matosinhos, contactos com o governo para definir as áreas de uso portuário, mista e sem actividade portuária. Não o tendo feito, renunciou por omissão a um instrumento que nos permitiria ter já a garantia do regresso a usos adequados das áreas sob reserva portuária na Trafaria. Na Assembleia Municipal, o PS já chamou a atenção para essa omissão grave e apresentou uma moção instando-a a iniciar tais negociações. O PCP, naturalmente, votou contra protegendo a inoperância da Câmara.
Depois de eleito, tal como agora, recusarei liminarmente qualquer ideia de construção de um terminal de contentores na Trafaria e iniciarei os contactos para devolver a Trafaria plenamente a Almada. Discordo completamente da especulação infeliz do ainda Presidente da CCDRLVT e defenderei que a Câmara tudo faça para que a reserva mantida no PROT seja eliminada, para que esta nódoa saia do pano em que caiu.

 

PAULO PEDROSO

in http://bancocorrido.blogspot.com

publicado por motssa às 13:19
link do post | comentar | favorito
|

Pesquisar no blog

 

Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

ADEUS!

DEBATE DE 06.10.2009

NOVO DEBATE

CAMPANHA AUTÁRQUICA

Programa Eleitoral

...

...

COMO FOI O DEBATE?

DEBATE ENTRE TODOS OS CAN...

DEBATE ENTRE TODOS OS CAN...

Arquivo

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Links

Contador

Visitantes