Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2007

A IVG e a noite de ontem, em Almada

Ontem à noite, em Almada, no Forum Romeu Correia, houve um debate sobre a IVG, promovido pela 2ª Comissão da Assembleia Municipal(AM), dando cumprimento a uma decisão do Plenário.

A sala estava bastante bem composta, se bem que não se possa falar de uma enchente.

A mesa foi constituída pela presidente da 2ª comissão da AM, Drª Luisa Beato, que moderou e por 3 representantes do SIM - Pedro Nuno Santos, Manuela Tavares e Regina Alves - e pelo NÃO, Isabel Pedro e Isilda Pegado.

O debate iniciou-se logo com acusações por não haver igual número de convidados dos dois lados da "barricada", mas se se tivesse tido em conta a composição da AM, como esteve previsto, provavelmente nem teria havido ninguém do NÃO, já que os partidos representados na AM, não estão a participar em nenhum dos movimentos pelo NÃO.

Mas vamos ao debate:

As posições do SIM foram na 1ª parte, as que decorrem das razões que justificam uma alteração da lei em vigor.

As posições do NÃO foram as que decorriam há 8 anos, da manutenção do que está legislado, mantendo sobre as mulheres de menores posses, a ameaça de virem a ser presas por praticarem aborto em lugares pouco recatados e por gente sem recursos para o fazer no mais estrito segredo, ou então, no estrangeiro.

Quando o público pode intervir, o ambiente aqueceu mais com declarações inflamadas de um lado e doutro e até mesmo com insultos grosseiros...

Mas o tema é mesmo propiciador deste clima!

No final, à 1 e tal da manhã, os poucos que ainda resistiam na assembleia consideravam o debate muito interessante e com uma clara vitória do SIM.

Pela minha parte, acho que ninguém mudou a sua opinião, todos vieram como foram: convictos das suas razões e decididos a votar como já tinham pensado.

Estes debates "caseirinhos", têm um mérito: permitir ver quem está de um lado e do outro e dar hipótese a alguns anónimos de prestarem depoimentos que de outra forma não poderiam prestar a não ser em locais muito restritos.

Está neste caso, aquela senhora da bóina preta, que nunca foi mãe, mas que tem muitas netas e bisnetas e que com a sabedoria que decorre dos seus 83 anos, nos disse que no seu tempo de rapariga, eram os que agora defendem o NÃO que "obrigavam" as moças a abortar para que não perdessem o emprego!

Enfim, coisas que a vida já nos mostrou...

 

publicado por motssa às 11:52
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De maria a 6 de Fevereiro de 2007 às 12:45
Eu também lá estive e achei que os do "não" iam convencidos que toda a gente daquela sala era do pcp... os argumentos eram todos nesse sentido. Até iam munidos com os argumentos do Alvaro Cunhal e da Odete Santos...
Mas foram muito pobres!
De Margarida Lourenço a 6 de Fevereiro de 2007 às 13:19
Não posso concordar mais consigo, quando diz que ninguém foi convencido por este debate. E a razão prende-se exactamente com o facto de não haver indecisos na sala. Já todos tinham a sua opinião formada acerca do tema.
Entre os oradores convidados, não posso deixar duas notas.
Em primeiro lugar, o "à vontade" com que a Dra. Isilda Pegado mentiu perante uma sala cheia. Destaco o argumento de que uma jovem de 16 anos pode interromper uma gravidez legalmente no quadro penal actual. A única coisa que a dita senhora não disse, é que para isso a jovem adolescente tem de alegar que foi violada, e denunciar o seu parceiro, que possivelmente é seu namorado... pequenos pormenores! Outro argumento, que de tão ridículo só deu mesmo para rir, foi dizer a actual proposta de alteração da lei que está em causa neste referendo é tão liberal que só se pode comparar ao que acontece em países como a China e a Coreia do Norte! Haja paciência para ouvir estas coisas...
Em segundo lugar, não posso deixar de exprimir o orgulho que tenho no meu Secretário Geral, Pedro Nuno Santos, que representou o Movimento Jovens pelo SIM. Na minha opinião foi o melhor orador da noite. Conseguiu de uma forma clara e com o brilhantismo que lhe é característico explicar à plateia o que de facto está em causa neste referendo, desmontando também alguns argumentos falaciosos dos defensores do Não. Não teve qualquer receio em dizer que alguns dos argumentos usados são mentiras, e não inverdades como é politicamente correcto dizer!
É, na minha opinião, uma das pessoas mais esclarecidas sobre este assunto. Não foi por acaso que nos lembramos de imediato de o convidar para ser o orador convidado pela bancada do PS. Ao plano argumentativo junta-se a irreverência própria da idade, o carisma e a forma como consegue cativar uma plateia. Está obviamente de parabéns! Não é por ser sua amiga pessoal... mas considero-o uma grande promessa política do futuro do nosso país. E quando chegar o seu tempo, poderei dizer que tive o privilégio de trabalhar a seu lado, e de ter crescido politicamente com o muito que aprendi com ele!

Margarida Lourenço
Juventude Socialista de Almada

Comentar post

Pesquisar no blog

 

Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

ADEUS!

DEBATE DE 06.10.2009

NOVO DEBATE

CAMPANHA AUTÁRQUICA

Programa Eleitoral

...

...

COMO FOI O DEBATE?

DEBATE ENTRE TODOS OS CAN...

DEBATE ENTRE TODOS OS CAN...

Arquivo

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Links

Contador

Visitantes