Segunda-feira, 12 de Março de 2007

A CONVENÇÃO AUTÁRQUICA vista por um militante

A comunicação do Presidente da Câmara de Grândola feita com muita vivacidade prendeu os nossos autarcas que puderam ver como 6 anos depois Carlos Beato mantem a força que o conduziu ao primeiro lugar do concelho de onde sua esposa(que esteve também presente), é natural.

Foi bonito de ver a alegria de estar ao serviço da democracia e do desenvolvimento.

Emanuel Martins, vereador com pelouros executivos em Oeiras esclareceu que o PS é charneira e que qualquer maioria só se forma com o PS e que os órgãos do partido estão informados da posição assumida pelo Presidente da Concelhia em Oeiras.

 O Tagus Parque tem permitido que a receita de derrama em Oeiras tenha crescido enormente.  Também nos foi transmitido que, ao contrário do que acontece em Almada, puseram cobro à proliferação de barracas que já não são toleradas por parte do município.

Estes dois oradores e o debate que se seguiu impediram que se cumprisse o programa previsto.

Como consequência, os representantes das  freguesias farão a suas comunicações em data a combinar com o Presidente da Concelhia de Almada do PS, Ruben Raposo.

Foram notadas algumas ausências, mas pela minha parte entendo que  foi um dia em que todos puderam ver como em democracia dois modelos de poder autárquico funcionam. Oeiras está na 1ª linha do progresso com o contributo do PS e uma situação geográfica priveligiada e Grândola está a construir um grande futuro contando com condições naturais excelentes, uma boa ligação com o poder central, com os investidores e com um líder que se pauta pelo dinamismo e o amor à verdade. Foram destacados o projectos da Sonae e do Grupo Espírito Santo que é detentor de muitos hectares no Concelho.
Carlos Beato conta com os eleitores mas procura que o capital invista em Portugal, criando uma economia sustentável.O seu projecto a todos convoca e todos procura entusiasmar. Faz política com optimismo e acredita "beatamente" no que propõe a eleitores e investidores. Parabéns a todos os que contribuiram para o sucesso da jornada.

 

publicado por motssa às 22:47
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De será que há esperança? a 14 de Março de 2007 às 10:56
Gostava de saber mais sobre as vossas reflexões num dia de sol...
Provavelmente foram melhores porque o tempo ajudou...ih..ih..ih
De Anónimo a 17 de Abril de 2007 às 12:10
Caros Camaradas

Em primeiro lugar felicitemos estas iniciativas pois demonstram que o PS de Almada se prepara finalmente para os grandes combates políticos que se avizinham.
Mas deixemos alguns reparos:
- A informação interna ainda é deficiente, falo por mim, pois quando da primeira acção, dela apenas tive conhecimento 24 horas antes;
Quanto à segunda,apesar de ter mudado o meu e-mail e disso ter dado conhecimento,l...dela nem sequer tive conhecimento;
Quanto à importância e pertinência deste tipo de acções acho-as inquestionáveis;
A Convenção Autárquica, contrariamente ao esperado, parece não ter beneficiado com a acção de formação já realizada, isto se atendermos ao escasso número de militantes que nela participaram, especialmente aqueles que possuem responsabilidades autárquicas;
Por outro lado e apesar da sua importância, foi uma iniciativa que parece ter passado ao lado da população do concelho;
A população não conhece o trabalho dos eleitos pelo PS; nas Freguesias, na Assembleia Municipal e na Vereação do Município; em contrapartida, recebe quase diariamente informação e propaganda do poder instalado na Câmara de Almada;
A população, apesar de algum descontentamento com a Câmara de Almada, não conhece os eleitos pelo PS porque estes só a contactam (salvo raras excepções) em vésperas de eleições.

Perante as questões aqui levantadas concluo:
1. Apesar do que tem sido feito (e bem) ainda é necessário melhorar a comunicação dentro do Partido. Pelo menos fazer com que esta circule dentro de prazos aceitáveis e nunca em cima do acontecimento.
2.Mudar o tipo de relação com os munícipes na forma e no conteúdo é um imperativo.
3.Talvez fosse aconselhável rever alguns dos objectivos quando da programação de futuras acções de formação.
4.Talvez fosse conveniente implementar internamente critérios de avaliação no que respeita ao desempenho de todos os nossos eleitos e deixar definitivamente para trás o corporativismo patente nos grupos e indivíduos dominantes que se revezam no poder apesar dos resultados pouco abonatórios.
5. “Obrigar” a que todos os eleitos para órgãos autárquicos apresentem relatórios semestrais à CPC sobre a sua actividade política.
6. Dedicar mais tempo à discussão politica local e nacional.
7. Criar grupos de trabalho específicos para acompanhamento das realizações concelhias.
8. Criar urgentemente um “canal aberto” de comunicação com a população.

Por um PS mais forte,

Um abraço do Rui Silva.

Comentar post

Pesquisar no blog

 

Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

ADEUS!

DEBATE DE 06.10.2009

NOVO DEBATE

CAMPANHA AUTÁRQUICA

Programa Eleitoral

...

...

COMO FOI O DEBATE?

DEBATE ENTRE TODOS OS CAN...

DEBATE ENTRE TODOS OS CAN...

Arquivo

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Links

Contador

Visitantes